Mostrar Menu
22.11.2016

Amigos do Parque realiza visita técnica com arquiteta paisagista Cristina Castel-Branco 

Compartilhe

Neste último domingo 20, a Associação dos Amigos do Parque Nacional da Tijuca teve o prazer e honra de receber a renomada arquiteta paisagista Cristina Castel-Branco, vinda diretamente de Portugal, para a realização de uma visita técnica aos jardins e recantos históricos do Parque Nacional.

A visita focou-se no Setor Floresta da Tijuca, onde se localizam os recantos Açude da Solidão, Recanto dos Pintores (também conhecido como Meu Recanto) e Lago das Fadas. Constatou-se a descaracterização dos recantos em relação a seus projetos paisagísticos originais.

Acompanharam a visita Carlos Ribas, arquiteto paisagista português e parceiro profissional de Cristina, o diretor do Museu Mariano Procópio Douglas Fasolato, a Superintendente regional do IPHAN (Rio de Janeiro) Monica Costa, e membros da Câmara Técnica de Patrimônio Cultural do Conselho Consultivo do Parque Nacional da Tijuca, dentre eles representantes do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH), da Fundação Parques e Jardins e da Secretaria Municipal de Conservação do Rio de Janeiro (Seconserva).

No mesmo dia, foram visitados também alguns dos locais mais emblemáticos do Parque Nacional, incluindo o Corcovado, o recém-inaugurado Centro de Visitantes Paineiras e a Vista Chinesa.

A arquiteta segue para Juiz de Fora, Minas Gerais, para seu outro compromisso em solo brasileiro: apresentar aos órgãos de proteção o anteprojeto de restauro do jardim histórico do Museu Mariano Procópio.

20161120_144745

Cristina Castel-Branco é arquiteta paisagista pelo Instituto Superior de Agronomia (Portugal), Mestre em Arquitetura Paisagista pela Universidade de Massachusetts (EUA), e prosseguiu seus estudos na Graduate School of Design na Universidade de Harvard (EUA), doutorando-se. Foi responsável pela restauração do Jardim Botânico da Ajuda (Portugal), e é membro votante do Comitê Científico Internacional de Paisagens Culturais – ICOMOS – do Patrimônio Mundial – UNESCO -,  e fundadora da Associação Portuguesa de Jardins e Sítios Históricos, além de ter sido nomeada vice-presidente do Comitê de Parcs et Jardins d’Europe e representante de Portugal. Autora de diversos livros sobre história, arte e teoria da Arquitetura Paisagista, publica em revistas da especialidade na Europa, Estados Unidos e Japão.

A Amigos do Parque agradece a disposição de Cristina Castel-Branco, Carlos Ribas e demais parceiros para a realização da visita. Suas contribuições certamente serão valiosíssimas para a salvaguarda do patrimônio cultural do Parque Nacional da Tijuca.

Por que ser amigo do parque?

Ser Amigo do Parque é ser amigo da natureza e da cidade e você também pode participar da promoção e da preservação desse patrimônio do Rio de Janeiro e do Brasil.

<p>O Parque é inteiramente inserido na cidade do Rio de Janeiro: o que acontece de bom dentro dele contribui para o bem viver dos cariocas e dos visitantes!</p>

O Parque é inteiramente inserido na cidade do Rio de Janeiro: o que acontece de bom dentro dele contribui para o bem viver dos cariocas e dos visitantes!

<p>O Parque é a maior floresta urbana reflorestada do mundo: foi replantada numa ação vanguardista no fim do século XIX para proteger os mananciais de água da cidade.</p>

O Parque é a maior floresta urbana reflorestada do mundo: foi replantada numa ação vanguardista no fim do século XIX para proteger os mananciais de água da cidade.

<p> O Parque é o principal componente da Paisagem Cultural Carioca, reconhecida pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade.</p>

O Parque é o principal componente da Paisagem Cultural Carioca, reconhecida pela UNESCO como Patrimônio da Humanidade.

<p>O Parque presta um serviço ambiental ao Rio de Janeiro, contribuindo para o equilíbrio climático e salvaguardando importantes fontes hídricas. </p>

O Parque presta um serviço ambiental ao Rio de Janeiro, contribuindo para o equilíbrio climático e salvaguardando importantes fontes hídricas.

<p>Os Amigos do Parque contribuem para o futuro dessa floresta que guarda a história do Rio de Janeiro.</p>

Os Amigos do Parque contribuem para o futuro dessa floresta que guarda a história do Rio de Janeiro.