Mostrar Menu
22.12.2016

Entrega de títulos do Rio Patrimônio Mundial ocorre no Parque Nacional da Tijuca

Compartilhe

No dia 13 de dezembro ocorreu a cerimônia de celebração do Rio Patrimônio Mundial, no Centro de Visitantes das Paineiras, localizado no Parque Nacional da Tijuca. O Rio de Janeiro foi a primeira cidade do mundo a receber o título de Patrimônio Mundial da Humanidade como Paisagem Cultural Urbana, concedido pela UNESCO em 2012. Durante a cerimônia de celebração, o chefe do Parque, Ernesto Viveiros de Castro, recebeu placa comemorativa em nome do Parque Nacional da Tijuca, principal componente da Paisagem Cultural Carioca, com título “A Cidade, a Montanha e a Floresta”.

TITULO2

Ernesto Viveiros de Castro comemora entrega de título com Roberto Nascimento

Muito foi falado sobre a exuberância da paisagem carioca e sua perfeita sintonia entre a natureza e urbanidade, assim como sua importância ambiental e cultural como inspiradora de produção de músicas e obras de arte. Também foi discutida a necessidade empírica da preservação e conservação da Cidade Maravilhosa, através de um esforço permanente e conjunto de todo o poder público e sociedade civil.

O evento foi organizado pelo Ministério da Cultura, IPHAN, Ministério do Meio Ambiente, ICMBio e Parque Nacional da Tijuca. Estiveram presentes, além de Ernesto Viveiros de Castro, chefe do Parque Nacional da Tijuca,  Warwick Manfrinato, representante do Ministério do Meio Ambiente; Adilson Pires, vice-prefeito da cidade do Rio de Janeiro; Patricia Reis, coordenadora de cultura da UNESCO; Kátia Bogéa, presidente do IPHAN; Monica Costa, superintendente do IPHAN-Rio e Isabelle Cury, arquiteta do IPHAN, assessora de paisagem, coordenadora da Câmara Técnica de Patrimônio Cultural do Parque Nacional da Tijuca e gestora do Comitê Gestor do Sítio Patrimônio Mundial.

Além do diretor executivo da Amigos do Parque, Roberto Nascimento, também estiveram presentes representantes da sociedade civil e de outros órgãos públicos, como a Fundação Parques e Jardins, a Secretaria Municipal de Conservação do Rio de Janeiro, e é claro, o Instituto Rio Patrimônio da Humanidade.

Para ajudar a preservar o principal componente da Paisagem Cultural Carioca, seja um Amigo do Parque clicando aqui.

Por que ser amigo do parque?

Ser Amigo do Parque é ser amigo da natureza e da cidade e você também pode participar da promoção e da preservação desse patrimônio do Rio de Janeiro e do Brasil.

<p>O Parque é inteiramente inserido na cidade do Rio de Janeiro: o que acontece de bom dentro dele contribui para o bem viver dos cariocas e dos visitantes!</p>

O Parque é inteiramente inserido na cidade do Rio de Janeiro: o que acontece de bom dentro dele contribui para o bem viver dos cariocas e dos visitantes!

<p>O Parque é a maior floresta urbana reflorestada do mundo: foi replantada numa ação vanguardista no fim do século XIX para proteger os mananciais de água da cidade.</p>

O Parque é a maior floresta urbana reflorestada do mundo: foi replantada numa ação vanguardista no fim do século XIX para proteger os mananciais de água da cidade.

<p> O Parque é o principal componente da Paisagem Cultural Carioca, reconhecida pela UNESCO como Patrimônio Mundial.</p>

O Parque é o principal componente da Paisagem Cultural Carioca, reconhecida pela UNESCO como Patrimônio Mundial.

<p>O Parque presta um serviço ambiental ao Rio de Janeiro, contribuindo para o equilíbrio climático e salvaguardando importantes fontes hídricas. </p>

O Parque presta um serviço ambiental ao Rio de Janeiro, contribuindo para o equilíbrio climático e salvaguardando importantes fontes hídricas.

<p>Os Amigos do Parque contribuem para o futuro dessa floresta que guarda a história do Rio de Janeiro.</p>

Os Amigos do Parque contribuem para o futuro dessa floresta que guarda a história do Rio de Janeiro.